Laranjas

No Brasil, a produção de citros ocorre principalmente no Estado de São Paulo, onde encontram-se cerca de 85% da produção brasileira de laranjas (14,8 milhões t; 700 mil ha); também, na ordem de aproximadamente 1,5 milhão t, destaca-se a produção de Tahiti e tangerinas, como a Ponkan e o tangor Murcott. Outros estados como Bahia, Minas Gerais, Pará, Paraná e Rio Grande do Sul contribuem para o agronegócio dos citros com a produção, principalmente, de laranjas, tangerinas e Tahiti.
As laranjas representam a principal espécie cítrica cultivada no País. A pujança da produção brasileira deve-se ao grande mercado mundial de exportação de suco. Com o conhecimento das qualidades nutricionais, a demanda para o suco cítrico tem crescido.
A produção de citros in natura para o mercado interno e externo tem-se destacado pela crescente necessidade da melhoria da qualidade dos frutos.

Principais variedades de copas

As variedades cítricas apresentam ciclo de desenvolvimento que pode variar de seis a dezesseis meses entre o florescimento (que ocorre, para a maioria das variedades, na primavera) e a maturação dos frutos, dependendo da espécie ou variedade e das condições de solo e clima do local de cultivo. Assim, podem ser agrupadas de acordo com a principal época de maturação do seu grupo como precoces, meia-estação e tardias.

Laranja Bahia e Baianinha - precoces: 




Também conhecidas como laranjas-de-umbigo por apresentar um “umbigo” no fruto, do lado contrário do pedúnculo. Os frutos não apresentam sementes, a casca é bem amarela, a polpa suculenta e sabor ácido e adocicado. Contém bastante vitamina C. A Baianinha tem o fruto menor.

Laranja Lima e Piralima - precoce, e Lima Tardia: 




Tem casca fina, amarela esverdeada. De todas as variedades, é considerada sem acidez, sendo por isso indicada para bebês, crianças e idosos. É doce e suculenta, ótima para ser consumida ao natural.
Laranja Pêra - meia-estação: 






Tem um formato mais alongado. Sua casca é lisa, fina, amarela. Sua polpa é suculenta, de sabor adocicado e levemente ácido. É muito consumida ao natural e bastante utilizada no preparo de sucos.
 Laranjas Valência, Folha Murcha e Natal - tardias:

Apresentam frutos ovalados, a casca é ligeiramente grossa, tem suco de coloração amarelo forte e adocicado. São consumidas in natura e no preparo de sucos.

                 
                                                                                                 Fonte - IAC Instituto Agronômico de Campinas
 
 Laranja Charmuti - Tardia:





Baixa acidez, permanece nas plantas até os primeiros meses do ano seguinte, bom tamanho, ótimo sabor, casca resistente, boa produtividade, coloração média.

 
 Laranja Seleta:



Precoce, ótimo sabor, boa coloração, resistente ao manuseio e transporte, boa produção, bom tamanho.
Quase do tamanho da laranja bahia, é bem suculenta, tem sabor adocicado, pouco ácido, e casca amarelo clara. Excelente para ser consumida ao natural ou em sucos, não se presta para preparações culinárias.

                                                                                                 Fonte - Mudas Cítricas Citrolima
 

 
Visitantes:
1059
Inicial
Empresa
Contato

Localização
Produtos:
Laranjas
Limão
Tangerina
Laranja e Saúde

Processo Produtivo
 
Copyright ©  2019  A.V.Z. Comércio e Produção de Citros
Perfil Studio